Archive for Junho, 2008

E esta, hein?

30/06/2008

“Foi dos maiores elogios alguma vez ouvidos à personalidade e carreira política de José Sócrates. Na apresentação da biografia autorizada do primeiro-ministro – “Sócrates: O Menino de Ouro do PS” da autoria da jornalista Eduarda Maio -, Manuel Dias Loureiro, ex-ministro de Cavaco e histórico do PSD, comparou o primeiro-ministro socialista a Tony Blair e anteviu que a vida política de Sócrates está “muito longe de estar acabada”.

Para Dias Loureiro, “tal como Tony Blair” José Sócrates “é infatigável” e saberá resistir à conjuntura. “Coragem”, “prudência”, “sensatez”, “capacidade de liderança” e “generosidade” foram algumas das qualidades apontadas pelo actual Conselheiro de Estado de Cavaco Silva ao primeiro-ministro socialista.(…)


Publicado no “Expresso Online”

Anúncios

Até já “Aliciante”!?

30/06/2008

Acabei de tomar conhecimento que Madalena Palma encerrou o seu Blog “Aliciante“.

Um dos melhores Blogs nacionais no género, sempre com Posts acompanhados de excelentes imagens eróticas de reputados  Fotógrafos.

“…deveria ser o último post deste blog.
Não será.
Não será apenas mais um, será o último.
Perdi o prazer de escrever aqui.
Lamento se decepcionei alguém mas este blog acaba aqui.”
(Madalena)

Onde estiveram os 200.000 da última manifestação da CGTP/PCP?

30/06/2008

Os 200.000 como não vieram passear a Lisboa à conta das Autarquias do PCP e PSD ficaram em casa nas capitais de distrito que o PCP/CGTP diz ter organizado manifestações…

Na Guarda por exemplo a CNA só conseguiu mobilizar seis agricultores para dita jornada de “luta” organizada pelo PCP/CGTP

Se eu tivesse tido uns tirinhos no telhado ninguém falava da segurança policial que mantive depois de ter deixado de ser 1º Ministro…

28/06/2008

Será que Santana Lopes depois destes tirinhos  por “brincadeira” ou supostamente para “atemorizar” Sócrates, vai querer reforçar a sua segurança que até há pouco tempo mantinha, mesmo não sendo já nada, se é que alguma vez foi alguma coisa…?

Comentários para quê? É o PCP!

28/06/2008

“UM DITADOR É UM DITADOR É UM DITADOR. Na Assembleia da República, contrariamente a todos os outros partidos ali representados, o PCP absteve-se num voto de condenação da situação política no Zimbabwe. É mais uma demonstração de cumplicidade dos comunistas portugueses com alguns dos piores ditadores do mundo. Para o PCP, a vulgata do povo acaba em qualquer canalha que decida violentar um povo, qualquer povo, em nome dos ulteriores interesses da ideologia e do seu poder pessoal.(…)

Publicado por Tiago Barbosa Ribeiro no Blog “Kontratempos”

Só não vê quem não quer…

27/06/2008


Hoje no “Le Fígaro Economie” foi publicado um artigo sobre a evolução económica de Portugal desde que o 1º Ministro Sócrates GOVERNA


(…)Rien ne semble effectivement pouvoir ralentir le socialiste José Socrates, au pouvoir depuis février 2005, dans sa politique de reprise en main des finances publiques.

Une thérapie de choc qui porte ses fruits : alors qu’en 2005, les déficits publics atteignaient le niveau abyssal de 6 % de la richesse nationale, ils ont fondu en deux ans pour représenter 2,6 % du produit intérieur brut (PIB) fin 2007. Grâce, notamment, à l’excédent de quelque 1,2 milliard d’euros dégagé l’an dernier par la sécurité sociale. L’objectif est de le ramener à 2 % cette année. La dette publique est quant à elle passée de 64,7 % du PIB en 2006 à 63,6 % l’année dernière (…) (…)grâce à ses efforts, le Portugal a retrouvé une petite marge de manœuvre budgétaire qui pourra lui être utile en ces temps difficiles.»

PS recupera intenção de voto! O “Zé” sabe que não há alternativa melhor!

27/06/2008

O Barómetro Politico da Marktest de Junho, indica que depois da quebra verificada em Maio, o PS viu a sua percentagem de intenção de voto subir 6.7%, chegando a Junho com 35.2%

Nova proposta absurda do PCP “redução de horário de trabalho”

27/06/2008

O País o que está a necessitar efectivamente  é de uma redução de horário de trabalho…, pode ser que o desemprego reduza também, pois as empresas com essa redução de horário vão necessitar de mais trabalhadores para aumentar os seus encargos, e como o momento é propício ao aumento de encargos  e os custos de produção estão muito baixos…,  certamente quem iria pagar com mais esta proposta seria o  “Zé”.

Mais uma proposta apresentada pelo PCP, que revela a forma como ele defende o “Zé” e a estabilidade da economia nacional…

PCP propõe plano de emergência para «combater a crise»

26/06/2008

Continuamos a ouvir disparates pela boca de Bernardino Soares, como se o remédio para a dita “crise” estivesse nas propostas do PCP!
É preciso não se acreditar mesmo nada na inteligência do “Zé“ para se vir com propostas destas!
Provavelmente seria o PCP e Bernardino Soares que iriam suportar o custo deste plano para a economia nacional.
Sempre que o PCP abre a boca, só revela que pretende destruir o esforço que já foi feito para estabilizar a economia, pois as suas propostas só iriam acarretar mais problemas para o “Zé”
Mas como o “Zé” já conhece as bocas do PCP, já nem liga!

O discurso do “facilitismo”, ou o ataque ideológico à escola pública

25/06/2008

Contrariando o discurso de facilitismo por parte de alguns Profs trauliteiros, vale a pena ler este Post aqui publicado no Blog “Pensamento do Meio-Dia”

“O ataque aos sistemas públicos de saúde e educação tendencialmente universais e gratuitos (sim, eles são pagos, mas suportados diferencialmente por quem mais rendimentos aufere, logo, são serviços que resultam da redistribuição) é o primeiro passo no caminho para criar na opinião pública a ideia da necessidade do seu desmantelamento e da sua privatização.
Nos últimos tempos, temos assistido a uma campanha contra o serviço público de educação por parte de muitos meios de comunicação e comentadores sem o conhecimento mínimo da realidade sobre a qual discursam. O discurso do “facilitismo” do ensino público é uma estratégia óbvia para retirar a confiança das classes médias no sector, e dar a ideia que só o privado é que é de qualidade.
O ‘facilitismo’ tem sido avançado como problemático na matemática(…)