A única intervenção dos Estados devia era ser criminal aos gestores que levaram o sector financeiro com o dinheiro dos seus clientes, a esta situação.

Para aqueles que dizem que eu estou sempre de acordo com o 1º Ministro, devo dizer que discordo terminantemente da intervenção dos Governos com o dinheiro dos contribuintes, para salvar o sector Financeiro privado da “banca rota” por má gestão.

Efectivamente o Estado não pode nem deve suportar os prejuízos de empresas, mesmo do sector financeiro, que não se souberam gerir.

Sou plenamente a favor do Estado mínimo para empresas mal geridas, transformando a ganância dos ganhos em operações de alto risco como foram aqueles que os Bancos e as Seguradoras Americanas praticaram no sector imobiliário com consequências que eu considero imprevisíveis, porque o que está acontecer ainda não reflecte a realidade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: