A entrevista e o entrevisto

Sócrates deu uma banalíssima entrevista a dois péssimos entrevistadores e recebeu miseráveis reacções da oposição e publicistas. Dizer que ele não pode ligar a situação nacional à crise internacional, que falhou na política económica e que não apresenta ideias novas, revela uma concepção da política que só sobrevive à custa da dissonância cognitiva. Depois desgostam-se com as sondagens, as alimárias.

Sócrates começou por ter mão no PS, um partido que estava todo minado, depois conseguiu manter o Governo coeso e em passada de corrida, mesmo nas alturas em que o chão fervia e o ar queimava. Lidou com o mal português com extraordinária capacidade de gestão. Para além disto que ultrapassa em mérito o mito cavaquista, não se vê ninguém na oposição que sequer merecesse uma Secretaria de Estado. Mas é escusado tentar explicar os factos da vida aos imbecis – o que muito nos descansa, e até consola.

Publicado por Valupi no Blog “Aspirina B”

Uma resposta to “A entrevista e o entrevisto”

  1. Pinóquio Says:

    O PS de momento é um partido serm a mínima consciência social

    [Outro emplastro que chegou para o spam, para alem das bojardas que obviamente não podem ser publicadas, este idiota diz que é “hackar”]🙂 [Anti-Tretas]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: