A guerra dos cobardes

(…)São cobardes os que usam um imenso poder militar para fazer atacar aquilo que se assemelha mais a um campo de concentração do que a uma parcela de país.

São cobardes os que medem as suas vitórias militares em imagens de crianças do seu próprio povo mortas ou feridas, tudo fazendo para que as bombas israelitas atinjam civis usados como chamarizes.

São cobardes os países árabes e da Europa que vão dando uns guinchos de protesto enquanto espera que Israel faça o serviço.

São cobardes alguns grupo de esquerda europeus que estiveram caladas enquanto choveram mísseis Qassam sob Israel e esperaram pela fotografias do costume para se apossarem da luta dos palestinianos transformando-a na sua própria bandeira, transformando a solidariedade num mero exercício de oportunista.

São cobardes os fundamentalistas de todo o mundo que se armam em heróis enquanto são os palestinianos que morrem.
Esta guerra é um festim para os cobardes de todo o mundo, incluindo alguns cá da terra.»

Publicado no Blog “O Jumento

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: