O suficiente, que sempre escondeu o mau! A única razão para não quererem ser avaliados, nem a divisão na carreira!

(…)A pressão para aderirmos à greve foi muito forte, com argumentos de carácter (tipo: “se não fizeres greve és um professorzeco!”), corporativos, políticos em suma.(…)

Uma resposta to “O suficiente, que sempre escondeu o mau! A única razão para não quererem ser avaliados, nem a divisão na carreira!”

  1. J.Luis Says:

    Para estes comerciantes de aulas foi muito fácil durante estes 34 anos transferirem para as tutelas a responsabilidades dos males da Escola Pública, só que o estranho nisto tudo foi as tutelas não lhes cobrar nada e ainda por cima implicitamente assumirem as responsabilidades dos problemas existentes.
    Só que a ordem alterou-se, pela primeira vez os professores tiveram que lidar com uma tutela competente coisa que não estavam habituados, por isso nunca se tinham manifestado em defesa da qualidade da Escola Pública, porque para manterem o tacho o melhor era não reivindicar nada que lhes viesse a dar trabalho e exigência profissional!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: