Avaliação de Professores…

O Governo só deve considerar que:

A mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho original.” (Albert Einstein)

Uma resposta to “Avaliação de Professores…”

  1. MFerrer Says:

    Quantas facas são precisas para trinchar este perú?
    O Orçamento da Educação é apenas o maior fatia do OE.
    Os investimentos acrescidos na área da Educação pelo governo cessante constituiram, ao tempo, motivo de inveja e de cobiça pura e simples.
    De facto esta parte do OE constitui um fartíssimo perú que, na aproximação da época, corre sérios riscos.
    A Oposição, ainda grávida dos votos emprestados, não precisou de mais de 24h para apresentar as propostas de Lei, que serviriam para reverter tudo o que pudessem, daquelas que foram as mais avançadas e sérias medidas governativas do PS: A reforma da Educação.
    Mas de facto, pode o País aguentar e pagar este tipo de aventureirismos? Vejamos.
    A nível educativo:
    É aceitável que se regresse à taxa de abandono e de insucesso escolar de mais de 40%, só até ao 9º ano?
    Pode aceitar-se de novo o grau de absentismo injustificado dos professores ou a sua presença nas Escolas, reduzida ao mínimo?
    Será razoável esperar que a anulação dos Estatutos da Carreira Docente e do Aluno faça regressar à Escola Pública o regime de “não te rales” e de recusa de hierarquia indispensáveis à implementação de medidas de rigor, do respeito pela democracia, do aproveitamento escolar ou da protecção dos investimentos realizados?
    Pode regressar-se às cenas televisivas de completa insegurança dentro das Escolas?
    Como será possível fazer avançar, de facto, a Escolaridade até ao 12º ano sem a presença de instrumentos de gestão, de avaliação, de democracia e de responsabilidade mas, atente-se!, para TODOS os alunos?
    A nível social:
    Pode a sociedade aceitar as consequências devastadoras da segregação e da continuidade dos guetos sociais? Com base na ignorância e na impreparação para uma vida activa socialmente útil e respeitada?
    Estarão as futuras gerações preparadas para conviver com mais guetos, mais Polícia, mais Tribunais e mais delinquência e pagar, outra vez, os respectivos custos?
    Este círculo vicioso, que se caracteriza por ignorância, filhos na puberdade não desejados, abandono escolar, exclusão, delinquência, repressão, mais segregação, e completa impreparação para uma vida em sociedade, é o ambiente que esta oposição deseja voltar a implementar na Escola Pública e a fazer pagar ao contribuinte?
    A que preço?
    A resposta a estas questões encontra-se bem escondida no recheio do perú. Esta oposição está infelizmente muito mais preocupada com a sua própria barriga – ía mesmo escrever umbigo ! – com a sua sobrevivência, muito mais do que proteger a Escola Pública e o interesse geral: Está de faca afiada para trinchar o perú!
    Os únicos interesses que visam são os da protecção dos interesses das corporações que capturaram e, ou do Ensino Privado que lhes garanta a reprodução dos interesses de classe social e da opressão religiosa que faz parte integrante do seu armamento repressivo e opressor.
    E se, finalmente, tudo isto for conseguido fazendo pagar ao contribuinte o Ensino Privado e a manutenção dum arremedo de Escola Pública que, pela sua ineficácia, sirva os seus interesses de propaganda negativa e de justificação para um estado musculado em vez dum estado socialmente preocupado, tanto melhor!
    O perú está pronto. Vai ser preciso trinchá-lo! Está na hora!
    Duvido é que o PS esteja pelos ajustes e não confronte o PSD com as suas ditas preocupações sociais.
    Não se pode pedir ao PS que se torne cúmplice das aventuras da direita revanchista e da esquerda irresponsável e oportunista e que, ainda, lhes paguemos a jantarada!
    Os portugueses que votaram no PS deixaram um vigoroso aviso para a continuação das políticas sociais e educativas. E, salvo erro, ganharam as eleições!
    Para fazer vingar as propostas da oposição vão mesmo ter de ganhar as próximas eleições e de formar novo governo.
    Não será com este PS, tenho a certeza! Este PS de José Sócrates, como gostam de etiquetar, não governou para ganhar eleições. Governou para os portugueses

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: