Assim é que era radical…

Patrões (…) querem que o OE2011 estimule a poupança privada e que seja “o mais favorável possível, mesmo do ponto de vista fiscal, às exportações e ao investimento nos sectores produtivos abertos à concorrência internacional”(…).

Acho que sim, e para começar todos aqueles que auferirem reformas ou rendimentos acima de 1.500€, e  já estou a ser generoso, porque este valor é um bocado acima da média dos rendimentos de trabalho dos Portugueses,  deveriam receber o restante em certificados de aforro ou certificados do tesouro, nomeadamente gestores e quadros superiores de empresas públicas e privadas, mais aqueles experts  da  Economia é não só  que têm duas e três reformas,  tipo Medina Carreira…

Mas estes que apelam e sobra-lhes para poupar, certamente  não o  fazem com produtos do estado, mas sim produtos de risco, produtos esses  que levaram as economias às situações  que chegaram, ou então  jogam na Bolsa…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: